Revista Rua

2020-01-30T18:34:19+00:00 Desporto, Radar

Surfistas portugueses Vasco Ribeiro e Frederico Morais em grande plano em Marrocos

Portugueses chegaram às meias-finais do QS5000 de Taghazout e terminaram ambos no 3.º posto.
Frederico Morais ©WSL
Redação
Redação30 Janeiro, 2020
Surfistas portugueses Vasco Ribeiro e Frederico Morais em grande plano em Marrocos
Portugueses chegaram às meias-finais do QS5000 de Taghazout e terminaram ambos no 3.º posto.

Nesta quinta-feira, os surfistas portugueses Vasco Ribeiro e Frederico Morais alcançaram um importante 3.º posto no Pro Pro Taghazout, evento de estatuto 5000 do circuito mundial de qualificação (WQS), que se realizou em Marrocos. Ambos foram eliminados nas meias-finais, falhando por muito pouco a possibilidade de realizarem uma histórica final totalmente portuguesa em eventos deste calibre.

Vasco Ribeiro foi o primeiro a entrar na água e bateu o norte-americano Jake Marshall, depois de somar 10,54 pontos contra 7,50 no heat 2 dos quartos-de-final. Já Frederico Morais, o apelidado Kikas, espondeu da mesma forma no heat 3, onde venceu o francês Tristan Guilbaud, com 15,10 pontos contra apenas 12,23. No entanto, durante as meias-finais, apesar do bom desempenho da dupla portuguesa, os esforços não foram suficientes para superar os surfistas rivais.

Apesar de terem falhado o triunfo final, tanto Frederico Morais, que este ano está de regresso ao WCT depois de no ano passado ter vencido este circuito WQS, como Vasco Ribeiro, que luta para juntar-se a Kikas no WCT, conseguiram estrear-se de forma muito forte na temporada, somando já 3250 pontos para o ranking no primeiro campeonato que fizeram em 2020.

Vasco Ribeiro ©WSL
Partilhar Artigo: