Revista Rua

2021-10-18T10:53:27+01:00 Cultura, Radar, Teatro

Teatro da Didascália explora o impacto da industrialização no Rio Ave

O projeto estreia a 21 de outubro, no Antigo Quartel de Bombeiros de Riba d’Ave.
©D.R.
Redação18 Outubro, 2021
Teatro da Didascália explora o impacto da industrialização no Rio Ave
O projeto estreia a 21 de outubro, no Antigo Quartel de Bombeiros de Riba d’Ave.

O Teatro da Didascália apresenta uma visita guiada pelo impacto da industrialização no Rio Ave. O projeto estreia a 21 de outubro, no Antigo Quartel de Bombeiros de Riba d’Ave, que se encontra mesmo em frente ao Teatro Narciso Ferreira.

Paisagem Efémera – industrial e urbana é o segundo ato do projeto do Teatro da Didascália, que explora o impacto da industrialização em Riba d’Ave, e contará com a participação do Grupo Coral da Associação Reformados da vila – responsável por dar voz ao património oral. O convite para esta visita guiada à freguesia (re)conhecida pela sua forte relação à indústria têxtil, um conceito que já viria a ser explorado no primeiro ato de Paisagem Efémera, no qual um guia turístico recebe o público para uma viagem pela vila. O objetivo passa por dar a conhecer a arquitetura característica “da época”, que é observada um pouco por toda a vila: da fábrica no centro ao edifício do mercado, ao quartel dos bombeiros, à antiga estalagem ou ainda ao Café Riba d’Ave.

O segundo ato de Paisagem Efémera – industrial e urbana estreia a 21 de outubro, às 21h00, podendo ser visto de quinta a domingo, no Antigo Quartel dos Bombeiros de Riba d’Ave. Os bilhetes já se encontram disponíveis na bilheteira online do Teatro da Didascália. O terceiro e último ato continuará a explorar a paisagem industrial e urbana do território ribadavense, sendo que “reina” a dúvida: qual será o próximo espaço “ferreirino” a ser ocupado?

Partilhar Artigo: