Revista Rua

2021-05-25T15:47:18+01:00 Cultura, Teatro

Teatro Nacional D. Maria II estreia espetáculo online com Bruno Nogueira

O espetáculo é transmitido a 29 de maio, pelas 21h00, no Facebook.
©D.R.
Redação25 Maio, 2021
Teatro Nacional D. Maria II estreia espetáculo online com Bruno Nogueira
O espetáculo é transmitido a 29 de maio, pelas 21h00, no Facebook.

O Teatro Nacional D. Maria II anuncia o espetáculo A matança ritual de Gorge Mastromas, protagonizado por Bruno Nogueira, que será transmitido num formato online, no dia 29 de maio. A proposta cultural surge no âmbito da parceria com o Facebook, sendo a primeira transmissão paga nesta rede social em Portugal. Os bilhetes podem ser adquiridos através da página de Facebook do evento.

O espetáculo conta com encenação de Tiago Guedes do texto de Dennis Kelly regressa à cena a 29 de maio, pelas 21h00. Dois anos depois da estreia do espetáculo na Sala Garret do Teatro Nacional D. Maria II, o espetáculo volta a ser exibido através de uma transmissão paga no Facebook, através de uma nova funcionalidade da plataforma. Esta parceria exclusiva com a rede social surge no ano em que o Teatro celebra o seu 175º. aniversário e consiste numa transmissão do espetáculo às 21h00, seguida de uma conversa com o elenco e o encenador, moderada por Mariana Oliveira. O acesso ao evento virtual terá um valor de 3,49€.

“Depois de longos períodos de encerramento ao público, o Teatro Nacional D. Maria II está novamente de portas abertas. Mas consideramos essencial manter a relação com todos aqueles que, durante o último ano, acompanharam a atividade online do D. Maria II, através do visionamento de espetáculos, leituras, conversas com técnicos e artistas ou histórias para a infância”, partilha o diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II, Tiago Rodrigues, acrescentando: “Esta transmissão, a somar a outros conteúdos que desenvolvemos online, como o novo podcast do Clube dos Poetas Vivos, permite-nos manter uma proximidade com todos os espectadores, perseguindo a nossa missão de serviço público”.

Partilhar Artigo: