Revista Rua

2020-01-17T22:37:45+00:00 Cultura, Fotografia

Teatro Viriato apresenta exposição de fotografias inéditas de Amália Rodrigues

O teatro de Viseu assinala o centenário do nascimento de Amália Rodrigues com exposição de fotografias inéditas da autoria de Augusto Cabrita.
©António Cabrita
Redação
Redação17 Janeiro, 2020
Teatro Viriato apresenta exposição de fotografias inéditas de Amália Rodrigues
O teatro de Viseu assinala o centenário do nascimento de Amália Rodrigues com exposição de fotografias inéditas da autoria de Augusto Cabrita.

A propósito do centenário do nascimento de Amália Rodrigues que se assinala em 2020, o Teatro Viriato desafiou António Cabrita a criar uma exposição com fotografias inéditas da fadista, do espólio do seu avô, o fotógrafo Augusto Cabrita.

Ensaio para uma imagem: Amália Rodrigues e Augusto Cabrita – 1967 revela retratos de uma sessão fotográfica de Amália Rodrigues realizada por Augusto Cabrita no Alentejo, em 1967, assim como um dos objetos que acompanha a fadista numa das fotografias que daí resultaram e que compõe a icónica capa do disco Formiga Bossa Nossa editado pela Valentim de Carvalho, em 1969.

“Quando a Paula Garcia me lança o desafio de criar uma exposição com imagens inéditas de Amália Rodrigues para assinalar o centenário do seu nascimento, dentro da programação do Teatro Viriato, senti, imediatamente, o impulso de pensar em algo que não fosse apenas uma exposição de ampliações de fotografias inéditas do espólio do fotógrafo Augusto Cabrita, meu avô, mas sim, algo que aproximasse o público da fotografia, na sua dimensão analógica/real. Até porque há algo de muito particular, no ato de poder expor um espólio que tem estado guardado, objetos únicos que aguardam uma intenção e oportunidade, que sempre me incutiram, desde cedo, a responsabilidade de os preservar até surgir o momento certo. Revelar o lado oculto da criação de uma fotografia que é uma capa de um disco, desvendando momentos do processo de construção dessa imagem transformou-se, rapidamente, no mote desta exposição que estará patente ao público, no Teatro Viriato, durante o ano de 2020”, explica António Cabrita.

Augusto Cabrita fotografou e filmou Amália Rodrigues em inúmeras ocasiões, desde 1964, tendo concebido imagens para capas de discos, fotografias da cantora para fins promocionais e edições de livros, assim como filmes para algumas das suas canções.

Partilhar Artigo: