Revista Rua

2020-04-28T09:54:22+01:00 Cultura, Dança

Teatro Viriato assinala Dia Mundial da Dança com Dança-se na Montanha

O Teatro Viriato assinala o Dia Mundial da Dança, no dia 29 de abril, com Dança-se na Montanha.
©Carlos Fernandes
Redação28 Abril, 2020
Teatro Viriato assinala Dia Mundial da Dança com Dança-se na Montanha
O Teatro Viriato assinala o Dia Mundial da Dança, no dia 29 de abril, com Dança-se na Montanha.

O Teatro Viriato assinala o Dia Mundial da Dança, no dia 29 de abril, com Dança-se na Montanha,  um programa que conta com a parceria da Companhia de Paulo Ribeiro e LAST at Home, uma (re)criação feita à distância da última obra dos coreógrafos e diretores artísticos São Castro e António M Cabrita; e Sonífera Ilha, um encontro com a história do Dançando com a Diferença, dirigido por um dos nossos Artistas Residentes, o coreógrafo Henrique Amoedo.

Às 11h30, no SubPalco do Teatro Viriato (no Youtube) é apresentado LAST at home, um filme inspirado na peça LAST de São Castro e António M Cabrita. Os coreógrafos desafiaram o elenco deste espetáculo – Ana Moreno, Ester Gonçalves, Guilherme Leal, Miguel Santos, Rosana Ribeiro e Laura Abel – para, a partir de suas casas,  interpretarem e gravarem um excerto de LAST. A partir dessas gravações, São Castro e António M Cabrita voltaram a sintonizar, editar e recriar os movimentos outrora coreografados, recriando assim a ligação entre os corpos distantes dos bailarinos, sempre acompanhados pela música de Beethoven, interpretada pelo Quarteto de Cordas de Matosinhos. LAST é uma criação de São Castro e António M Cabrita,que estreou em setembro de 2019, no Teatro Viriato. O espetáculo, criado para a obra musical de Ludwig van Beethoven, The Late String Quartets, conta com a interpretação musical ao vivo do Quarteto de Cordas de Matosinhos. Uma coprodução do Teatro Viriato, Teatro Municipal do Porto e São Luiz Teatro Municipal.

Às 17h00, propomos Sonífera Ilha, um encontro virtual que acontece através da plataforma Zoom, pensado pelo coreógrafo Henrique Amoedo e pelo Dançando com a Diferença, no qual os participantes terão a oportunidade de conhecer melhor o conceito de dança inclusiva, as múltiplas relações possíveis entre o corpo e o movimento, assim como conhecer a história deste coletivo e a sua ligação ao Teatro Viriato. A Dança Inclusiva é hoje indissociável da ação do Teatro Viriato, graças à parceria com Henrique Amoedo e com o Dançando com a Diferença. Para participar, os interessados deverão fazer a sua inscrição prévia para bilheteira@teatroviriato.com ou 924 454 409.

“Neste Dia Mundial da Dança celebramos a coreografia do mundo, do mais ínfimo gesto à mais virtuosa peça de dança. ‘Um dia sem dançar pelo menos uma vez é um dia perdido’, dizia Friedrich Nietzsche. Dançar é estar em movimento. O movimento é o impulso da Vida. A corrida, o salto, a torção, mas também aquele gesto de amparo na carruagem do metro, a deslocação do olhar para o outro que se desconhece, o avanço para o encontro, o alcance do abraço, a fusão dos corpos, o desenho e o percurso da ideia e da vontade até à morte”, explica Patrícia Portela.

Partilhar Artigo: