Revista Rua

2020-01-15T10:32:54+00:00 Cultura, Outras Artes, Radar

The Hood: o bairro criativo e artístico da capital lisboeta

Considerado o primeiro anti-mall de Portugal, o The Hood pretende ser um verdadeiro bairro artístico e criativo de Lisboa.
© Raul Escanero
Redação13 Janeiro, 2020
The Hood: o bairro criativo e artístico da capital lisboeta
Considerado o primeiro anti-mall de Portugal, o The Hood pretende ser um verdadeiro bairro artístico e criativo de Lisboa.

Considerado o primeiro anti-mall de Portugal, o The Hood pretende ser um verdadeiro bairro artístico e criativo de Lisboa, delineado por um espaço onde surgem propostas exclusivas de arte urbana, diversas exposições, muita música e atividades de lazer.

Assente num conceito inovador, o The Hood abriu as suas portas com um único propósito: ser um espaço propício à partilha de ideias, conceitos e experiências, em torno da arte, promovendo um verdadeiro sentimento de bairro e de comunidade. Neste espaço categorizado como anti-mall (que se traduz na ideia de “bairro sem muros”), as componentes artísticas, criativas e lúdicas encontram-se em pé de igualdade com a vertente comercial – uma ideia que se resume na assinatura The Lisbon get-together.

É na Avenida José Garcês, no concelho da Amadora, que nasce o novo bairro artístico e inovador de Lisboa com o intuito de ser o coração da cultura urbana, abrindo novas oportunidades para apoiar artistas nacionais e internacionais com projetos já existentes ou dar-lhes as ferramentas que necessitam para que possam lançar novas iniciativas. Aqui o objetivo passa por permitir que as pessoas possam desfrutar de um momento diferenciador, oferecendo uma experiência mais completa e com opções pensadas para toda a família.

Acerca do projeto, Ivan Moreno, diretor de operações do The Hood, partilha que: “Através da integração de públicos heterogéneos, queremos construir uma comunidade coesa e fiel ao espaço, explorar novos caminhos na produção de conteúdos, estabelecendo tendências, e dar palco à criação de produtos artísticos que acrescentem valor social, cultural, turístico e/ou económico à escala local e nacional”.

Este hub criativo dispõe de inúmeras lojas conhecidas, destacando a Hurley, Ericeira Surf & Skate, Charlie, Forallphones, Ementa SB e M.Oculista.LX, assim como uma oferta gastronómica que pode ser conhecida nos seguintes restaurantes presentes no espaço: Frankie Hot Dogs, Cucurico, Don Ciccio Pizzaria, Neighborhood, Ribs & Company Barbecue, Mal Amada e Cervejaria Musa Bar. Há ainda espaços diferenciados, como o Alternative Tattoo Society, Barber Factory, The Therapist – Restaurante & Clínica, Revista Tramontana e MTN – Montana Colors.

Este novo projeto assenta ainda numa vertente social, baseada no desenvolvimento da área suburbana de Lisboa, através do apoio à reabilitação urbana e integração sociocultural. Com um programa artístico original e de diferentes expressões de talento, o The Hood está aberto todos os dias, das 10h às 23h.

Partilhar Artigo: