Revista Rua

2020-11-27T17:04:45+00:00 Negócios

THINKING G: a marca que dá às sobras a atenção que elas merecem

Viktoria e Liliia são as fundadoras desta marca projetada em Paris e desenvolvida em Lisboa.
Redação
Redação27 Novembro, 2020
THINKING G: a marca que dá às sobras a atenção que elas merecem
Viktoria e Liliia são as fundadoras desta marca projetada em Paris e desenvolvida em Lisboa.

Por Sofia Rodrigues

Desenhada em Paris e feita em Portugal, a partir de sobras de fios, a THINKING G faz nascer malhas produzidas à mão. Hoje, mais do que nunca, as marcas gritam pela sustentabilidade e a THINKING G surge como resposta a esta necessidade. Depois de encontrarem um nicho perfeito, a marca contribui atualmente para uma produção consciente, mantendo-se fiel ao que aclama: uma moda sustentável.

O processo é dividido em estágios e cada um deles contribui o máximo possível para as práticas sustentáveis. Desde embalagens minimalistas, envelopes de envio compostáveis e rótulos de algodão, tudo é pensado e criado de forma a oferecer ao cliente um produto de qualidade sem comprometer o meio ambiente.

A THINKING G usa as sobras dos fios, comprado a marcas de luxo ou a fábricas que fabricam para tais, uma vez que um a dois quilos das sobras do fio podem ganhar uma segunda vida, em vez de ficarem armazenados e esquecidos para sempre.

Tanto as marcas como as fábricas que colaboram com a THINKING G seguem-se pelo ideal de redução de desperdício e, ao mesmo tempo, conseguem “livrar-se” das suas sobras.

Após a compra dos fios, os mesmos são limpos e dobrados para ficarem prontos para que as tricoteiras possam dedicar-se cuidadosamente ao tratamento dos fios – um só modelo implica vinte a trinta horas de trabalho.

O desperdício zero na produção mundial pode parecer uma utopia por agora, mas isso não é um impedimento para a marca, que começa a dar os primeiros passos para o realizar, sempre com o objetivo de evoluir a longo prazo.

Como a marca produz em quantidades muito pequenas – muitas vezes peças únicas -, a estratégia comercial não se baseia em regras comuns e acima de tudo pretende a satisfação de cada cliente.  O que move a THINKING G é a crença sincera de que o futuro se resume a peças de alta qualidade, “slow fashion” e as relações baseadas em amor, amizade e respeito.

Um pensamento verde, positivo e global

A THINKING G é uma marca de roupas com a missão de dar o melhor aos clientes, fornecedores e ao planeta. Projetada em Paris e desenvolvida em Lisboa, a THINKING G oferece peças feitas à mão com sobras de fios de marcas e confeções de luxo. O objetivo principal é criar roupas exclusivas e duradouras e, ao mesmo tempo, ajudar outras marcas aproximarem-se da produção de desperdício zero.

Cada passo é cuidadosamente pensado e nunca apressado, cada peça e cada detalhe é da mais alta qualidade, pronto para durar e ser amado por mais de uma vida. “O nosso objetivo de sonho seria alcançado se a sensação relaxada e descontraída das nossas criações e os valores genuínos por trás delas pudessem ajudar os nossos clientes a desacelerar, reconectarem-se com as suas prioridades e permanecerem alinhados com elas”, afirmam as fundadoras da marca, Viktoria e Liliia.

Partilhar Artigo: