Revista Rua

2021-12-02T22:29:31+00:00 Bem-Estar

Til Spa – Hotel Boutique Castanheiro, um convite a desconectar no Funchal

No Til Spa poderemos esquecer o mundo de fora, sendo envolvidos numa experiência sensorial única.
Cláudia Paiva Silva2 Dezembro, 2021
Til Spa – Hotel Boutique Castanheiro, um convite a desconectar no Funchal
No Til Spa poderemos esquecer o mundo de fora, sendo envolvidos numa experiência sensorial única.

No coração do Funchal, num quarteirão nobre da cidade, após recuperação de edifícios centenários, ergue-se hoje o Castanheiro Boutique Hotel, um espaço de charme, onde Marília Gonçalves é a responsável pelo Til Spa, lugar reservado à beleza, à tranquilidade e à saúde humana.

Por vezes tudo o que basta para desconectar (ainda que por apenas alguns momentos) da realidade e ansiedades do dia a dia, é o espaço onde estamos. Mais do que uma massagem, um ritual de beleza, um tratamento de corpo – que também revitaliza a nossa beleza interior -, está de facto a energia do local onde tudo acontece, a energia das pessoas que nos recebem e que, no final do dia, fazem o pequeno milagre de nos transformar não apenas por fora, mas essencialmente, por dentro.

As origens

O Til Spa nasceu há cinco anos pela vontade de Marília Gonçalves, uma engenheira civil de Montalegre “radicada” na Madeira, que viu a sua vida transformar-se de um momento para o outro. Foi a altura certa de ganhar novo fôlego, e mudar radicalmente de área. Tendo acabado de vencer o prémio Travel & Hospitality 2020, o Til Spa Castanheiro surgiu então após uma intensa pesquisa para encontrar um conceito que fosse orgânico e sustentável, ao mesmo tempo que fosse completamente diferente do que outros espaços pudessem apresentar ao cliente dentro da ilha. Travou assim conhecimento com a marca irlandesa de produtos naturais Voya, que pauta essencialmente pela utilização de algas frescas, orgânicas e certificadas nos seus tratamentos. O encontro com estes produtos naturais resulta assim da tal busca exaustiva por algo diferente, também após trocas de ideias e conversas com familiares, amigos e colegas. Da mesma forma, não fazia sentido para Marília algo que não estivesse relacionado com o total cuidado ambiental: todo o processo de cultivo e colheita, na Irlanda, é realizado de forma sustentável, tornando-se transversal no ciclo de vida dos produtos finais, ao qual se incluem as embalagens recicláveis e biodegradáveis. Explica Marília que, no final dos tratamentos, as algas são posteriormente usadas como fertilizantes naturais, por isso, nada é desperdiçado. Faz também questão de mencionar que no spa tenta-se reduzir ao máximo a utilização de plásticos – a maioria dos objetos são em madeira ou bambu, seguindo e respeitando os objetivos de um futuro mais verde e ecológico. O próprio nome do espaço deve-se igualmente à conjugação com a natureza regional: o til, ou a Ocotea foetens, é uma espécie endémica da floresta Laurissilva e embora raramente seja usada como peça ornamental, é impossível não desviar o olhar do tronco centenário que se encontra na receção – a outra parte encontra-se no átrio de entrada do Hotel Boutique Castanheiro, que alberga o centro de bem-estar, numa alusão ao Fanal, parque ecológico localizado no norte da ilha, cuja floresta evoca mitos e lendas, numa conjugação entre a natureza e energia vulcânica milenar.

Um mundo de sensações

Tendo em atenção que um spa não é um gabinete de estética – os tratamentos de spa continuam a ser erroneamente vistos como procedimentos estéticos ou de luxo frívolo – Marília e Catarina Gouveia, terapeuta do Til Spa, explicam que os tratamentos realizados são situações pontuais, tornando-se claramente mais benéficos ao longo do tempo, apenas através da continuação da aplicação dos produtos já em casa e pelo próprio utente.

Enquanto marca de produtos orgânicos, a Voya existe no mercado irlandês e internacional como uma continuidade natural e mais desenvolvida dos seculares banhos de algas. A evolução mais recente para a criação de produtos de rosto, corpo e fragrâncias permite assim uma imensa oferta aos consumidores, além de possibilitar produtos para cabine, também designados, produtos de spa. Sendo vendida em Lisboa apenas pelas lojas Organii, todos os seus produtos podem ser encontrados também online no site oficial. Este aparente constrangimento revela, contudo, a forma da Voya atuar no mercado: “É a própria empresa”, explica Marília, “quem escolhe os espaços com quem quer trabalhar apenas e só também após verificar a forma e metas de trabalho que cada um pode e tem para apresentar”. É esta a razão que torna a sua presença única e que destaca a marca nos locais onde está presente.

Assim, os tratamentos específicos apresentados pelo Til Spa resultam na aplicação de algas frescas e em pasta a partir de pó, pedras quentes, massagem e exfoliação. O recurso aos típicos calhaus rolados aquecidos facilita a assimilação dos nutrientes e sais minerais das algas para as camadas da pele humana através do calor, uma vez que, como está amplamente estudado, estas possuem características medicinais muito específicas como antioxidantes, calmantes, anti-inflamatórias, entre outras. Também são usadas argilas de origem portuguesa, compradas especificamente para utilização em spas bem como sal marinho proveniente das salinas de Aveiro e do Algarve. Desta forma, o objetivo máximo no Til Spa é proporcionar uma sensação de ausência espácio-temporal, criada com o seu tratamento de assinatura patenteado, em que o cliente se sente primeiramente num cenário vulcânico onde contraste o negro e quente do magmatismo que deu origem à ilha, e vá sendo guiado aos aromas de Laurissilva e mar, num envolvimento total com a Natureza.

Madeira, um destino de Saúde e Bem-Estar

Para Marília, que é também embaixadora oficial do Global Wellness Day – Dia Mundial do Bem-Estar em Portugal, e para Catarina, é cada vez mais importante colocar a Madeira como destino de referência ao turismo de saúde e de bem-estar (física e psicologicamente), como era, aliás, no século XIX e início do século XX. De facto, o Governo Regional está cada vez mais empenhado nessa tarefa ao publicitar novamente a ilha como destino turístico de excelência de Saúde, recorrendo ao que de mais puro existe: a natureza e matérias-primas. Por outro lado, existe também um maior interesse nacional e internacional em criar produtos de origem certificada e natural, com base nos elementos e ingredientes sustentáveis que o arquipélago apresenta: “Existe todo um potencial e uma aposta cada vez maior do Governo em apoiar várias empresas, até mesmo através da StartUp Madeira”, descreve Marília, “O maior problema é manter a sustentabilidade e manutenção da ideia e produto, ou seja, manter as empresas capazes de continuarem a produção e ganharem a fidelidade do público”. Um dos exemplos apresentados passou pela tentativa de colheita de uma das espécies de algas usadas pela Voya, a Laminaria digitata, que ocorre ao largo da Madeira e do Porto Santo, em profundidades até 1000 metros. O processo de recolha seria realizado através de um submarino, por uma empresa familiar alemã que após anos a residir nos Açores, escolheu a Madeira como atual residência. O problema essencial foi manter a sustentabilidade financeira que tal operação acarreta, o que não possibilitou a sua continuidade: “existem cada vez mais ideias brilhantes que, por uma questão ou outra, não têm sequência, por não haver resposta (do mercado)”.

Algo, é, ainda assim, essencial perceber. Ter a certeza de que no Til Spa, poderemos esquecer o mundo de fora, sendo envolvidos numa experiência sensorial única, passando pelos tratamentos Voya, em aromas que nos fazem viajar pelas serras, florestas e oceano, podendo igualmente usufruir da piscina interna e sauna, num ciclo completo de bem-estar. Uma aposta para este Outono, na cidade do Funchal.

Partilhar Artigo: