Revista Rua

2021-12-03T15:52:36+00:00 Negócios

Transportes Urbanos de Braga apresentam as novas 25 viaturas movidas a gás natural

Este é mais um passo no compromisso ambiental assumido pelos TUB, que nos últimos três anos renovaram 30% da sua frota para viaturas sustentáveis a circular no concelho.
Redação2 Dezembro, 2021
Transportes Urbanos de Braga apresentam as novas 25 viaturas movidas a gás natural
Este é mais um passo no compromisso ambiental assumido pelos TUB, que nos últimos três anos renovaram 30% da sua frota para viaturas sustentáveis a circular no concelho.

Os Transportes Urbanos de Braga (TUB) apresentaram na terça-feira de manhã as novas 25 viaturas movidas 100% a gás natural. A cerimónia pública decorreu no Altice Fórum Braga e contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Ricardo Rio. Continuar a promover a mobilidade sustentável em Braga é um dos principais objetivos do Município para este mandato.

Este é mais um passo no compromisso ambiental assumido pelos TUB, que nos últimos três anos renovaram 30% da sua frota para viaturas sustentáveis a circular no concelho. As 25 viaturas a gás natural juntam-se aos 13 autocarros 100% elétricos que viriam a ser adquiridos desde 2018. As novas viaturas resultam da candidatura aprovada no âmbito do Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos 2020 (POSEUR 2020), cujo plano visa a renovação da frota de veículos de transporte público coletivo de passageiros em centros urbanos.

“Uma empresa de transportes como os TUB, neste vasto historial ao serviço da população bracarense, tem como primeira função garantir boas condições de mobilidade para toda a população e para os mais diversos usos”, reforça o Presidente do Município de Braga, Ricardo Rio, acrescentando: “A renovação da frota tem um papel crucial no sucesso dos transportes urbanos”. Segundo o Presidente da Câmara Municipal, é notável a melhoria das condições de conforto e segurança na deslocação dos cidadãos, bem como a redução drástica dos custos ambientais dos transportes públicos. “É muito importante este esforço de renovação e promoção de uma mobilidade mais sustentável”, continua Ricardo Rio.

Face a este novo capítulo para os TUB, o administrador-executivo da empresa, Teotónio Andrade dos Santos, garante: “Estamos a efetivar uma renovação da frota, mas também a criar mais condições de conforto e a aumentar a probabilidade de captar mais clientes para este projeto da mobilidade sustentável no concelho”. Para o administrador-executivo, “a redução da emissão dos gases de efeito de estufa” e o “combate às alterações climáticas” ditam o caminho que os TUB pretendem reforçar continuamente no futuro.

Também para a administradora-executiva, Sandra Cerqueira, este é um passo importante para a empresa, salientando o excelente trabalho de todos os colaboradores “pelo seu engenho, dedicação e competência”. Sandra Cerqueira reforça que o apoio do Município é crucial: “É a primeira vez que vemos este investimento de esforço no reconhecimento do seu valor e da relevância que tem para o desenvolvimento do próprio concelho”, acrescentando: “Temos novas viaturas com melhor performance ambiental, tornando-se relevante na renovação da frota, que tem sido um dos nossos objetivos estratégicos. Prestamos um melhor serviço, com mais oferta e conforto”.

©Nuno Sampaio

Para a presidente do Conselho de Administração dos TUB, Olga Pereira: “A renovação e a melhoria da frota é importante e muito positiva para os cidadãos e para os Transportes Urbanos de Braga. Trata-se de mais uma medida apoiada pelo POSEUR que faz parte de uma estratégia mais abrangente, iniciada em 2014, que visa criar em Braga um ecossistema mais favorável à mobilidade sustentável”. Ao total de 38 viaturas sustentáveis, a empresa espera adquirir, nos próximos dois anos, mais 30 novas viaturas elétricas.

O investimento total na renovação da frota para veículos de melhor performance ambiental ascende a cerca de 13 milhões de euros e conta com um apoio de cinco milhões de euros, através do Fundo de Coesão.

Para o Presidente da Câmara Municipal, “dotar o serviço público de transporte das melhores condições” é crucial para a alteração do paradigma da mobilidade dos cidadãos, apelando à migração efetiva dos mesmos para a utilização contínua dos transportes públicos.

Partilhar Artigo: