Revista Rua

2019-09-16T11:08:21+01:00 Cultura, Música

Um casamento africano no Centro José de Guimarães

Otim Alpha é a nova proposta do ciclo de músicas do mundo Terra, tocando em Guimarães no dia 28 de Setembro.
Otim Alpha/ ©D.R.
Redação16 Setembro, 2019
Um casamento africano no Centro José de Guimarães
Otim Alpha é a nova proposta do ciclo de músicas do mundo Terra, tocando em Guimarães no dia 28 de Setembro.

No próximo dia 28 de setembro os ugandeses, Otim Alpha, prometem pôr toda a gente a dançar no Centro Internacional das Artes José de Guimarães.

A tradição dos casamentos do norte do seu país é cruzada com a eletrónica, resultando numa música delirante e contagiante, que não deixará ninguém indiferente. O músico africano é o segundo convidado do ciclo de músicas do mundo Terra, que é promovido pela Capivara Azul – Associação Cultural.

Desde os anos 1980 que Otim Alpha tocava em casamentos no norte do Uganda, na região Acholi. Depois, começou a reinterpretar as canções Larakaraka dessas cerimónias, com a ajuda de um computador. As possibilidades eletrónicas e de produção digital dos MIDI foi acrescentada pelo colaborador Leo Palayeng. Juntos, construíram um novo género musical, Acholitronix.

É uma música híper-frenética, polirítimica, que cruza percussões eletrónicas e instrumentos tradicionais, com a voz (e os gritos) típicos da música do norte do Uganda. Em palco, é uma festa garantida, como já pôde comprovar o público de festivais europeus como o mítico Roskilde, na Dinamarca, ou o Rewire, na Holanda.

Em disco, Otim Alpha apresentou-se pela primeira vez em 2016, com Gulu City Anthems, um conjunto de canções escritas e gravadas ao longo de 11 anos – entre 2004 e 2015 –  lançado pela Nyege Nyege Tapes, uma das editoras mais inquietantes da cena africana.

Otim Alpha faz a sua estreia absoluta em Portugal. Depois do convite da Capivara Azul – Associação Cultural para integrar a programação do ciclo de música do mundo Terra, o músico fechou também um acordo para tocar na ZDB, em Lisboa, na mesma altura.

Partilhar Artigo: