Revista Rua

2018-07-02T08:27:20+01:00 Cultura, Música

Verão cultural em Ponte de Lima: do Percursos de Música ao Lethes Art

Partilhar Artigo:
Rita Almeida2 Julho, 2018
Verão cultural em Ponte de Lima: do Percursos de Música ao Lethes Art
Partilhar Artigo:

O IX Festival Percursos de Música regressa a Ponte de Lima de 3 a 20 de julho. Anualmente, integra um conjunto de mais de duas dezenas de concertos com os mais variados gostos musicais, desde a música clássica à contemporânea, passando pela eletrónica, jazz e música erudita, uma referência da música nacional e internacional. As atuações do Festival estão espalhadas por vários locais do centro histórico de Ponte de Lima, palco de uma arquitetura peculiar. Todos os concertos são gratuitos.

O Festival arranca com La Mar de la Music Ensemble. Terra Batida atua a 12 de julho. “Relógio” é a primeira música da banda e é um dos temas mais ouvidos pelas rádios nacionais. A 6 de julho atuam os Birds Are Indie, que lançaram o seu último disco Come into the water, em abril.

Pedro e os Lobos atua a 4 de julho, um projeto a solo do músico português Pedro Galhoz, marcado pelo indie rock. Também poderá ver Carlos Bica no contrabaixo, Luís Figueiredo no piano e João Mortágua no saxofone, no dia 7. Dia 8 é a vez dos Palankalama, um quarteto do Porto dedicado à música instrumental. Norberto Lobo atua no dia 11, com música folk. Jazzamboka traz consigo o jazz no dia 13. Vasco Ramalho e Tuniko Goulart atuam no dia 14, com músicas do álbum Essências de Marimba: Fado & Choros. No dia 17, o Festival encerra com a música de Câmara pelo Quarteto de Matosinhos e pianista António Rosado.

O Festival tem a organização do Município de Ponte de Lima e programação e produção do Teatro Diogo Bernardes. Pode consultar a programação com as respetivas horas e locais dos concertos do Festival Percursos de Música no Facebook do Teatro Diogo Bernardes.

No entanto, durante este verão, Ponte de Lima vai ser palco de mais eventos culturais. Os dias 30 de junho a 30 de setembro estão reservados para o Lethes Art. Este é um projeto artístico que promove a criação e exibição de obras de arte contemporânea, de artistas nacionais e internacionais, nas vertentes da Arquitetura, Cerâmica, Desenho, Escultura, Fotografia, Ilustração, Instalação de Arte, Pintura, Poesia e Vídeo. Poderá visitar as obras em diversos edifícios históricos da vila e espaços museológicos exibirão obras sobre a Cartografia de Culturas, o tema escolhido para esta II edição da Mostra Internacional de Arte Contemporânea.

“O nosso concelho é tão rico em tradições, lendas e estórias, fruto de um passado rico e que muito nos enobrece.
A este rico património cultural associamos as dinâmicas das Associações Culturais, dos Grupos Etnográficos, das Bandas de Música, bem como criadores em várias áreas, desde a pintura à escultura, da literatura ao design, obtendo um manancial considerável de produção cultural que é necessário preservar e, acima de tudo, divulgar.
O município de Ponte de Lima dispõe de um conjunto de edifícios que, por sua vez, abarcam distintos serviços ligados às áreas culturais, como o Teatro Diogo Bernardes, a Capela das Pereiras, a Rede Museológica, entre outros.
Cultura é também pessoas e tudo aquilo que elas transmitem de geração em geração – o artesanato, as romarias, a gastronomia, as tradições orais, o trabalho do campo…
Ponte de Lima é, sem sombra de dúvidas, pelo muito que pode oferecer em qualquer recanto, cultura na verdadeira acepção da palavra”.

Victor Mendes, Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima

Fotografia: Miguel Estima

Partilhar Artigo: