Revista Rua

Estatutos

Estatutos 2020-10-02T18:11:59+00:00

Estatuto Editorial

1 – A REVISTA RUA é um projeto editorial generalista, de âmbito nacional.

2 – A REVISTA RUA é uma revista digital com publicação impressa periodicamente e acompanha a evolução das novas tecnologias de comunicação através do seu website revistarua.pt e da sua app para dispositivos móveis. Assume-se como uma revista de informação geral com atualização permanente, pondo em prática as mais modernas técnicas de expressão jornalística na internet.

3 – A REVISTA RUA assume-se como um órgão de comunicação independente, plural e equilibrado, regendo-se pelos valores éticos e deontológicos do jornalismo. A revista promove a livre expressão de ideias, o rigor informativo e a distinção clara entre informação e opinião.

4 – A REVISTA RUA instiga o jornalismo exigente e de qualidade, recusando o sensacionalismo e a exploração mercantil da matéria informativa.

5 – A REVISTA RUA permite ao público saber o estado do país nas mais diversas áreas: cultura e artes, negócios, turismo, política, desporto, sociedade, entre outras.

6 – A REVISTA RUA considera que a existência de uma opinião pública informada, ativa e interveniente é condição fundamental da democracia e da dinâmica de uma sociedade aberta, que não fixa fronteiras regionais, nacionais e culturais aos movimentos de comunicação e opinião.

7 – A REVISTA RUA é responsável apenas perante os leitores, numa relação rigorosa e transparente, autónoma do poder político e independente de poderes particulares.

8 – Os critérios editoriais da REVISTA RUA assentam nos princípios consagrados pela Constituição da República Portuguesa no que respeita aos direitos à Liberdade de Expressão e Informação, no Código Deontológico do Jornalista.

9 – A REVISTA RUA aposta numa informação diversificada, abrangendo os mais variados campos de atividade e correspondendo às motivações e interesses de um público plural.

10 – A REVISTA RUA é um órgão de informação aberto a pessoas de todas as culturas, povos, credos religiosos e ideologias políticas, tendo sempre em conta os valores sobre os quais assenta a democracia pluralista.